quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Tudo acaba...mais rápido do que imaginamos

E se um dia olhares para trás e vires que perdeste centenas de oportunidades por medo de tentar, medo da opinião dos outros, medo do desconhecido? Imagina que amanhã não acordas... como te sentes ao saber que deixaste mil e uma aventuras por viver, enormes erros por cometer e biliões de pessoas por conhecer? 

Apesar de estar a escrever isto assim, a verdade é que eu também tenho medo de arriscar, de aproveitar uma oportunidade. Acho que todo o ser humano é assim... o pior é que nos esquecemos que o amanhã pode não existir, pelo menos para nós.  Vivemos eternamente com receio de nós e dos outros e não aproveitamos o que de bom existe na nossa vida. Passamos o tempo a trabalhar para ter dinheiro que não usufruímos dos dias de descanso, das férias em família, dos almoços e jantares com amigos.  Deixamos  de saber o que é o tempo pois o tempo deixa de existir face a todos os obstáculos que se metem no caminho da nossa felicidade.

Será que se soubéssemos que hoje é o nosso último dia faríamos e diríamos tudo o que em dias "normais" não temos coragem de por em prática?  

1 comentário:

  1. Resposta a comentário: Bem Sara, nem sei por onde começar...
    Obrigada pelo lindo e simpático comentário e por teres partilhado a tua experiência :) Ainda bem que gostaste do post e te identificas-te. É um dos motivos que me leva a escrever este tipo de post's e, saber que conseguimos atingir o nosso objetivo é muito bom.
    Quanto à "outra parte que me toca" não estava nada à espera... Sinto que não fiz nada de especial mas, costuma-se dizer que são os pequenos gestos que fazem a diferença não é verdade? O que quer que tenha feito, fico muito (MAS MESMO MUITO!) feliz por te ter ajudado. Temos uns aninhos pela frente e, tenho a certeza, que não vão faltar oportunidades para nos conhecermos melhor e nos dar-mos bem :')
    Desejo-te as maiores felicidades académicas e pessoais.
    A gente vê-se em breve ;)

    Beijinhos,
    Vanessa S.
    De Saltos por Lisboa,
    desaltosporlisboa.blogspot.pt

    ResponderEliminar