terça-feira, 7 de agosto de 2012

o verdadeiro eu.

Ninguem sabe o verdadeiro eu. Ninguem sabe quantas vezes eu me sentei no quarto e chorei, quantas vezes eu perdi a esperança, quantas vezes eu me fui a baixo. Ninguem sabe quantas vezes eu tive de segurar as lágrimas, ninguem sabe os pensamentos que passam na minha cabeça sempre que estou triste. Vês-me sempre a sorrir, mas realmente nem sempre assim é...

Sem comentários:

Enviar um comentário